Só uma cerveja? Estudo explica por que é tão difícil parar na primeira

Imagem: Reprodução/Internet
Imagem: Reprodução/Internet

Pesquisadores descobriram que beber cerveja pode levantar seu humor e fazer com que você se sinta bem consigo mesmo. Isso graças a hordenina, uma substância abundante no malte de cevada, ingrediente-chave na bebida alcoólica. O resultado é a ativação dos receptores de dopamina no cérebro que, por sua vez, desencadeiam um aumento das reações químicas que causam boas sensações e atingem a área de tomada de decisão do cérebro.

As descobertas também ajudam de alguma forma a explicar por que algumas pessoas nunca conseguem parar em apenas um copo, se rendendo às infinitas "saideiras". A hordenina desencadeia um processo chamado fome hedônica, o impulso de consumir comida ou bebida por prazer, ao invés de estar com fome ou com sede.

Os pesquisadores da Universidade de Erlangen-Nuremberga, na Alemanha, examinaram cerca de 13 mil moléculas de alimentos para fazer a descoberta. Eles estavam tentando encontrar substâncias que possam ativar os receptores de dopamina da mesma maneira que a própria dopamina.

"Foi uma surpresa descobrir que uma substância na cerveja pode ativar o receptor D2 da dopamina", disse a professora Monika Pischetsrieder, autora do estudo. No entanto, a hordenina usa uma via de sinalização diferente para estimular o receptor D2, descobriram os pesquisadores.

Ela ativa o receptor unicamente por meio de proteínas G - os interruptores dentro das células, levando potencialmente a um efeito mais prolongado no centro de recompensas do cérebro. A equipe agora está investigando se os níveis de hordenina na cerveja são suficientes para ter um efeito significativo no centro de recompensas.

Usando um banco de dados das 13 mil moléculas, os pesquisadores conseguiram reduzi-los a 17 candidatos promissores. Os resultados mais emocionantes foram obtidos para a hordenina. A pesquisa surge após um outro trabalho da Universidade de Iowa, que encontrou uma vitamina na cerveja e no leite que pode ser usado para tratar o incômodo da quimioterapia. Eles alegam que os efeitos colaterais exaustivos, como danos nos nervos, podem ser erradicados pela adoção de um suplemento de ribosídeo com nicotinamida.

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#