A musculação é uma grande aliada do emagrecimento

A preocupação em ver o ponteiro da balança descer durante o emagrecimento pode levar a falsa conclusão de que a musculação prejudica o objetivo inicial. Isso acontece porque o aumento na porcentagem de massa magra e, consequentemente, diminuição da porcentagem de gordura corporal poderá levar a uma não redução do peso no visor da balança.

Emagrecer não significa, necessariamente, perder peso, mas reduzir a quantidade de gordura corporal. Como o músculo pesa mais do que a gordura, a balança pode não acusar o emagrecimento. Dessa maneira, a redução de medidas virá acompanhada de um corpo mais durinho e saudável, minimizando a flacidez que se observa com o emagrecimento.

Na verdade, o ideal é mudar a composição corporal, perdendo ou não peso na balança (devendo ser feita uma avaliação de cada caso).

Dependendo da intensidade da musculação, ela irá fazer com que haja maior queima calórica. Além disso, após a musculação, o corpo continuará gastando calorias, colaborando para atingir o objetivo mais rapidamente.

Estudos asseguram - e a prática comprova - que a musculação acelera o metabolismo do praticante, favorecendo a queima de gordura pelo organismo. Apesar de na musculação você não queimar gordura como fonte de energia, durante o esforço existe um processo chamado gliconeogênese que é a utilização de gordura para repor as calorias perdidas durante o treino. Com o metabolismo acelerado, você continua queimando gordura depois da atividade física.

Após o exercício aeróbio nosso organismo leva cerca de 1 hora para voltar ao normal, onde eliminamos entre 10 e 15 calorias. Quem faz musculação tem o metabolismo 12% mais acelerado no pós-treino e até 15 horas depois esta taxa continua 7% mais alta.

Vimos que a musculação aumenta a massa magra. Esta massa magra acelera o metabolismo de 17 a 25 vezes mais do que a massa de gordura. Assim sendo, quanto maior a massa muscular, mais acelerado será o seu metabolismo e o seu gasto calórico.

O ganho de um quilo de músculos consome 15 calorias extras por dia. A longo prazo, aproximadamente 10 meses, o ganho de dois quilos de músculos poderá representar a queima de 8.400 calorias. Você poderá eliminar de dois a três quilos de gordura em 12 semanas, fazendo musculação três vezes por semana. É claro que a dieta alimentar também é necessária, tornando o resultado mais rápido.

Sem dúvida, o melhor que se tem a fazer é associar a dieta aos exercícios aeróbios, a musculação e aos alongamentos, num programa adequado as suas necessidades, biotipo e condicionamento físico, tornando indispensável uma avaliação e acompanhamento de profissionais como nutricionistas, professores de Educação Física e médicos.

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#