Descubra o horário em que seu corpo queima mais calorias naturalmente

Imagem retirada de http://www.sitedebelezaemoda.com.br/queimar-calorias-e-queimar-gorduras/
Imagem retirada de http://www.sitedebelezaemoda.com.br/queimar-calorias-e-queimar-gorduras/

Um novo estudo indica que pode haver uma hora do dia em que o corpo naturalmente queima mais calorias, Em repouso, os humanos queimam cerca de 10% a mais de calorias no final da tarde do que tarde da noite. Isso equivale a cerca de 130 calorias queimadas sem qualquer esforço da pessoa neste período.

Publicada na revista Current Biology, a pesquisa se concentrou na queima de calorias em repouso. Duffy afirmou que não está claro se as pessoas deveriam reagendar seus exercícios físicos e refeições nesta hora. Na verdade, o que pode ser mais relevante é evitar a queda de calorias do corpo na madrugada e no início da manhã.

"Digamos que nos levantamos uma hora ou duas antes e tomemos o café da manhã uma hora ou duas antes. Podemos estar comendo café da manhã não apenas em um momento em que nosso corpo pode não estar preparado para lidar com ele, mas em um momento em que precisamos de menos energia para manter nossas funções", disse Duffy. "Portanto, o mesmo café da manhã pode resultar em calorias extras armazenadas, porque não precisamos delas para manter nossas funções corporais."

Resultados
Os resultados dos estudo ainda são preliminares pois apenas sete pessoas foram analisadas. Mas os cientistas declararam que a pequena amostra permitiu que eles conduzissem experimentos de laboratório que regulavam vários fatores, desde a dieta até a exposição à luz das pessoas. Com isso, foi possível detectar o impacto natural dos ritmos circadianos.

Duffy declarou que essas descobertas têm um significado especial para os profissionais noturnos. Pesquisas já demonstraram que o trabalho de madrugada está associado a uma série de problemas de saúde, incluindo obesidade, diabetes tipo 2 e câncer. Segundo a professora, este novo estudo acrescenta à ideia de que as doenças podem estar relacionadas com rupturas do ritmo circadiano.

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#