Dieta sem carne pode dobrar a perda de peso, diz estudo

Imagem retirada de http://aminhadieta.com/artigos/dieta-vegetariana-beneficios-e-riscos
Imagem retirada de http://aminhadieta.com/artigos/dieta-vegetariana-beneficios-e-riscos

Sensação de mal estar, sonolência e refluxo gastroesofágico são indícios de que sua digestão não é das melhores. Mesmo cultivando uma dieta balanceada, alguns hábitos podem ser decisivos para que o organismo consiga realizar a quebra e a absorção correta dos alimentos. "Uma boa digestão está diretamente ligada ao metabolismo e pode até aumentar a produtividade do dia a dia", afirma o nutrólogo Fernando Bahdur Chueire. Para entender quais são os hábitos ligados a uma boa digestão, elaboramos o quiz a seguir. Corrija os principais erros que atrapalham o processo digestivo.

 Pessoas que mantêm uma dieta vegetariana conseguem emagrecer duas vezes mais rápido do que aqueles que consomem carnes, de acordo com uma pesquisa conduzida pela empresa inglesa Forza.

O estudo, que contou com a colaboração de 1.000 voluntários, foi realizado para entender qual era a influência do consumo de carne na perda de peso. Para isso, os participantes foram divididos em dois grupos: os que comem carne e os que mantinham uma dieta vegetariana.

Após um mês de acompanhamento, foi observado que aqueles que consumiram carne haviam perdido cerca de 1kg. Já os que seguiram a dieta vegetariana, eliminaram 2kg. Segundo os pesquisadores, o resultado se deve à mudança de hábitos gerada pelo novo estilo de vida.

 O estudo também constatou que os vegetarianos, além de evitarem alimentos ricos em açúcares e sódio, como fast foods, passaram a se exercitar mais - 28% deles frequentavam a academia, contra 14% dos carnívoros que mantêm esse hábito. Os vegetarianos também eram duas vezes mais propensos a optarem por opções saudáveis no mercado: 57% deles faziam isso, contra 29% dos participantes que comem carnes.

"A pesquisa mostrou que se tornar vegetariano é uma ótima maneira de perder peso. As pessoas se sentem melhor depois de evitarem o consumo de carne e ficam mais propensas a adotar um estilo de vida mais saudável", explicou Lee Smith, diretor da empresa que conduziu a pesquisa.

Smith ainda adverte que nem toda carne magra é realmente calórica, mas acredita que aqueles que consomem carne acabam ingerindo mais calorias porque a carne é preparada de modo não saudável.

Fonte: Minha Vida, escrita por Giovanna Borielo

qrc:///tray_popup/win/index.html#