Falso magro: o que é, causas e o que fazer

Imagem retirada de https://minhavida.com.br/fitness/materias/34028-falso-magro-o-que-e-causas-e-o-que-fazer
Imagem retirada de https://minhavida.com.br/fitness/materias/34028-falso-magro-o-que-e-causas-e-o-que-fazer

Falso magro é um termo utilizado para designar pessoas que parecem magras, principalmente quando estão vestidas, mas tem barriga e acúmulo de gordura localizada ou percentual de gordura acima do ideal.

Geralmente, o perfil do falso magro têm como característica pouca massa muscular, ombros finos, braços finos e a relação ombro-cintura muito desproporcional.

Esta gordura é considerada pelo corpo uma energia de reserva, portanto quanto mais calorias consumimos, mais gordura estocamos. O organismo é programado para armazenar energia nas células de gordura e este acúmulo delas gera o aumento de volume. O resultado final é a gordura localizada em locais específicos do corpo.

O que me torna um falso magro?
- Sedentarismo: o sedentarismo é um estado de inatividade da pessoa, quando a pessoa não realiza nenhuma ou quase nenhuma atividade física. Muitas vezes o sedentarismo é dito " a doença do milênio" porque o crescimento da obesidade mundial está associado ao crescimento das taxas de sedentarismo na população. A atividade física eleva o gasto energético basal, levando a pessoa a gastar mais calorias em repouso. Também existe o gasto energético durante o exercício físico, e ambos estes gastos ajudam a acelerar o metabolismo, levando a um menor risco de ganho de peso. Além disso os exercícios liberam diversos hormônios que estão associados ao bem-estar físico e mental. Por isso é que muito importante sair do sedentarismo para controlar o peso
- Má alimentação: uma combinação pobre de alimentos, ou a exclusão de alguns nutrientes, provoca deficiências nutricionais que colocam em risco a saúde física, mental e emocional, podendo gerar muitas doenças, desnutrição e afetarem o funcionamento do organismo. Genética: algumas pessoas possuem em seus genes a informação que favorece esse acúmulo. Alguns exemplos são os genes FTO, MC4R e PPARG, todos eles contribuem para o aumento do índice de massa corporal e acúmulo de gordura corporal no abdômen quando alterados em algumas pessoas. Apesar de influenciar como causa, o quadro é totalmente reversível quando tratado corretamente.

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#