Microbiota do magro: suplemento probiótico emagrece mesmo?

Imagem retirada de http://www.comciencia.br/microbiota-intestinal-e-sua-relacao-direta-com-qualidade-de-vida/
Imagem retirada de http://www.comciencia.br/microbiota-intestinal-e-sua-relacao-direta-com-qualidade-de-vida/

A coach fitness Mayra Cardi se envolveu em uma polêmica pelo seu novo produto: a "microbiota do magro" um probiótico que deveria aumentar a quantidade de certas bactérias do intestino, com intuito de ajudar a emagrecer. A grande repercussão está na prudência na forma promover esses produtos como a chave para o emagrecimento dentro do seu pacote de dieta detox. Será que eles realmente são eficientes?

De acordo com a nutricionista Ana Paula Gava, "alguns estudos científicos realmente mostram algum resultado na inserção direta de microbiotas no emagrecimento. Mas isso em testes de laboratório", ela explica. Portanto, deve-se evitar a ingestão desse tipo de produto com intuito de emagrecer sem consultar um especialista anteriormente.

O que são microbiotas?
As microbiotas são bactérias que ajudam no funcionamento do intestino. Por isso, são chamadas de bactérias boas. Elas estão associada à imunidade e aos movimentos de peristalse, ou seja, aos movimentos que movimentam a comida no nosso corpo.

Segundo a nutricionista Ana Paula, as bactérias do nosso estômago também se alimentam a partir do que ingerimos. Então, se o número de bactérias ruins for muito grande, maior será a quantidade de calorias. Porém, se o número de bactérias boas for relevante, elas podem beneficiar o nosso organismo.

Benefícios dos suplementos probióticos
Alguns suplementos probióticos unidos a dietas balanceadas podem, sim, melhorar a flora intestinal. Isso porque promovem um aumento saudável no número dessas bactérias boas. "Eu mesma indico para pacientes, muitas vezes" afirma a especialista Ana Paula.

Além disso, esses suplementos também são muito utilizados no combate à disbiose e à síndrome do intestino irritável, porque aumentam o número de bactérias que absorvem fibras solúveis e insolúveis (por isso se indica o consumo de fibras para quem sofre de constipação).

Alimentação probiótica: para que serve
Algumas opções de dieta detox podem ajudar a regular a quantidade de microbiotas já que "limpam" a alimentação de produtos industrializados, cheios de conservantes e agrotóxicos que exterminam as bactérias boas.

Essas dietas detox, simultaneamente, também limpam o corpo no caso de uso indiscriminado de analgésicos, que também destroem a flora intestinal.

A nutricionista Ana Paula ainda confirma também que, ao mesmo tempo, algumas dessas dietas controlam as bactéria ruins, que fermentam muitos alimentos dentro do intestino, elevando a quantidade de calorias no corpo. "No entanto, não existe nenhuma fórmula milagrosa. As microbiotas não são necessariamente o principal fator na alteração de peso".

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#