O que é melhor: dieta ou reeducação alimentar?

Imagem retirada de https://www.mundoboaforma.com.br/5-dicas-de-como-comecar-uma-dieta/
Imagem retirada de https://www.mundoboaforma.com.br/5-dicas-de-como-comecar-uma-dieta/

Mesmo com o ano quase na metade, é sempre tempo de prometer e realizar mudanças nos hábitos alimentares, priorizando assim mais qualidade de vida. Durante o planejamento, tem uma dúvida que costuma surgir: o que é melhor, começar uma nova dieta ou investir na reeducação alimentar? Apesar dos conceitos parecidos, eles possuem diferenças.

Um dos principais aspectos que diferencia a reeducação alimentar da dieta está no tempo. Enquanto a primeira deve ser mantida em longo prazo - regulada, aos poucos, aos sinais de apetite e saciedade - a segunda promete efeitos em curto prazo, criando hábitos que podem ser saudáveis ou não.

A dieta é restritiva, ou seja, um regime prescrito com restrição total ou parcial de certos alimentos ou grupo de alimentos, e sempre com finalidade terapêutica, como diminuir taxas de colesterol ou reduzir peso. Já a reeducação alimentar é o processo de conscientização e mudança de hábitos alimentares de forma gradativa.

Considerações sobre as dietas
A dieta ideal deve evitar envelhecimento precoce do organismo, ela precisa dar uma sensação de bem-estar, energia e leveza. Quando se faz um regime drástico, o corpo entra em desequilíbrio e por mais que muitos se adaptem a esse tipo de rotina, ninguém consegue permanecer com essa alimentação por muito tempo.

Por essas razões, fazer dietas tem seus prós e contras. Conquistar resultados mais rápidos se transforma em fator motivacional. Entretanto, é preciso ter cuidado para não relaxar futuramente e, assim, recuperam os quilos eliminados.

Considerações sobre a reeducação alimentar
É importante salientar que os resultados de uma reeducação alimentar não aparecem de imediato, e sim ao longo do tempo, e que hábitos conquistados devem ser levados para o resto da vida. O papel dela não é privar você de nenhum alimento, e sim ensinar a comer de forma correta. Isso exige persistência e dedicação, já que engloba quantidades, combinações e horários, até que se torne um hábito natural.

Fonte: Terra, com informações do Estadão Conteúdo

qrc:///tray_popup/win/index.html#