Pilates ajuda a aliviar sintomas da TPM; veja como

Imagem retirada de https://www.peixeurbano.com.br/sao-paulo-so/pacaembu-pilates/ate-12-meses-de-pilates
Imagem retirada de https://www.peixeurbano.com.br/sao-paulo-so/pacaembu-pilates/ate-12-meses-de-pilates

Os sintomas da Tensão Pré-menstrual, mais conhecida como TPM, atingem boa parte das mulheres e costumam ser bem desagradáveis. Dentre os mais comuns estão a irritabilidade, cansaço, ansiedade, incluindo sensibilidade emocional, passando pela compulsão alimentar.

Para completar o quadro, as dores na barriga e na cabeça, costumam ser frequentes e contribuir para as temidas e famosas, alterações de humor femininas. Tudo isso se dá por conta da variação hormonal que acontece no corpo da mulher, durante a fase pré-menstrual.

Mas o que fazer? Se entupir de remédio, apagar as luzes, ficar quieta e comer tudo o que tiver vontade? NÃO! A fisioterapeuta do Instituto Pilates de Guarulhos Ana Luísa Marçal garante que as aulas de Pilates podem ser grandes aliadas das mulheres nesta fase.

Pilates e ciclo menstrual
Embora o Pilates possa aumentar o fluxo menstrual, se ela já estiver no período, não é motivo para faltar as aulas. Afinal, os benefícios são enormes, principalmente o que diz respeito às cólicas e ao inchaço.

Os exercícios de mobilidade pélvica no geral são excelentes para alívio da cólica, já que aumentam a circulação sanguínea, gerando outro benefício, drenando o inchaço corporal naturalmente.

A atividade física por si só, aumenta a circulação sanguínea e linfática e após a aula é comum que a mulher urine bastante, confirmando que os movimentos aceleraram a drenagem no sistema linfático, ajudando na eliminação desse líquido.

Além disso, antes de iniciar a aula sempre converso com as minhas alunas para definir a dinâmica da aula. Durante a TPM, se sinto que ela está irritada e nervosa, vou priorizar exercícios de relaxamento, mas se a cólica estiver forte, darei enfoque aos exercícios de mobilidade.

Mas no geral, sempre mesclo bem os exercícios de modo a promover o relaxamento da musculatura lombar e abdominal, aumentando a oxigenação e fazendo com que as contrações uterinas sejam menos doloridas, diminuindo o mal-estar tão comum neste período.

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#