Por que escolher a natação como atividade física?

Imagem retirada de https://marcioatalla.uol.com.br/atividade-fisica/por-que-escolher-a-natacao-como-atividade-fisica/
Imagem retirada de https://marcioatalla.uol.com.br/atividade-fisica/por-que-escolher-a-natacao-como-atividade-fisica/

Quem nada vê sua resistência e flexibilidade aumentarem, e o que é melhor, a quantidade de massa magra. Fora isso, ocorre melhora da capacidade cardiovascular e do fôlego. Isso facilita na hora que precisamos subir escadas ou ladeiras ou fazer caminhadas mais longas.

Natação também deixa os músculos mais fortes e ajuda a desenvolvê-los. Ela também aumenta a massa óssea, ajudando no combate a osteoporose, segundo constatou um estudo experimental que foi divulgado ano passado.

Quem precisa emagrecer também se beneficia com a natação, pois a atividade queima a gordura corporal. E diferente de outros esportes realizados em terra, como caminhada e corrida, não causa impactos, prevenindo problemas de joelhos, tornozelos, pés ou quadris.
A natação é um dos melhores esportes para se manter a forma e conquistar qualidade de vida para o organismo

Os benefícios de nadar já são conhecidos desde a Antiguidade, quando os exércitos de Roma e da Grécia já utilizavam a natação para fortalecer o condicionamento físico dos soldados. Hoje, é uma prática desportiva recomendada por médicos , fisioterapeutas e professores de educação física.

Existem 4 estilos : os nados de crawl, costas, peito e borboleta. O crawl é nadado de barriga para baixo, com batimento de pernas alternado, sendo que a força do movimento das pernas é de cima para baixo e os braços se alternam simultaneamente. No nado de costas o praticante nada de barriga para cima, como o próprio nome diz, ” de costas”. No nado borboleta, ambos os braços devem ser trazidos à frente, simultaneamente sobre a água e levados para trás, juntos. No nado de peito, os movimentos dos braços para frente e para trás são realizados dentro d’água. O corpo repousa sobre o peito e os ombros se mantém horizontalmente sobre a água.

Nadar é uma excelente prática física, além de ser lúdica, pois o contato com a água, é sempre muito prazeroso. Este esporte ajuda a melhorar o funcionamento cardiovascular e a queimar calorias. Uma hora de natação, por exemplo,num ritmo moderado, pode fazer o metabolismo queimar cerca de 460 calorias.

A natação, por ser feita dentro d’água, gera menos impacto sobre os ossos, tendões e articulações, evitando lesões e contribuindo para a recuperação de pacientes em tratamento de problemas nos membros inferiores. Mas por exigir muito da coluna e dos braços, deve-se ter atenção para evitar o aparecimento de lesões na região lombar e nos ombros.

Pontos positivos
– O risco de lesões em praticantes moderados (não atletas) é mínimo na natação.
– Desenvolvimento cardiorrespiratório predominantemente
– Auxilia na perda de gorduar quanto mais você conseguir manter um treino regular e com poucas interrupções

Devantagens
– Se o treino não for balanceado e corretamente dividido você pode trabalhar em demasia membros superiores, ainda mais com o auxílio de palmares.
– O nado borboleta se não for realizado corretamente pode sobrecarregar a coluna lombar aparecendo dores nos dias subsequentes. No nado peito, a forma incorreta das pernadas pode lesionar os joelhos

Tempo desejável de prática
– Aulas de 45 a 60 minutos pelo menos 3x/semana, pelo menos durante 1 mês
– Para alunos iniciantes, deve-se evitar logo de cara o nado borboleta

Gasto calórico médio
– De 300 a 600 kcal/hora dependendo do tempo de aula, do nível de habilidade na água e do condicionamento

Indicado para
– Auxiliar na correção de problemas posturais com uso de prancha e nadadeiras para aumentar a propulsão
– Quem gosta de esportes individuais

Conselho
Não deixe de usar óculos apropriados para proteger seus olhos de irritações. A touca facilita o deslize na água e impede que os cabelos fiquem no rosto, aém da questão de higiene. Mulheres com cabelos secos e/ou tingidos, devem preferir toucas de silicone (ao invés da de pano) para evitar ao máximo o contato com o cloro. Se possível alongue-se antes e ao final da aula. Se quiser um trabalho localizado complementar (importante !) utilize “rubber-band”, aquele elástico com diferentes calibres ou mesmo a musculação. Bons treinos !!

Quem pratica natação deve se exercitar no mínimo três vezes por semana. Isso evita que o corpo entre em processo de descanso, não se adaptando a nova rotina e prejudicando o desempenho da atividade.

O rendimento do nadador é importante nesta atividade. Não basta apenas velocidade. A técnica ajudará a realizar o exercício de forma correta.
Um acessório que ajuda o trabalho da musculatura são as nadadeiras. Elas aumentam a flexibilidade na região dos tornozelos e a força das pernas em função da resistência que gera.

Quem quer aumentar o trabalho de força no nado, pode complementar com exercícios de hidroginástica ou corrida na água. Essas atividades também proporcionaram melhora no equilíbrio.

Já a velocidade pode ser estimulada através de mudanças no nado, desde que excessos não sejam cometidos, para não gerar lesões ou fadiga muscular. O ideal é intercalar treinos leves e intensos, proporcionando descanso e recuperação para os músculos. E variar também nos estilos de nado.
Idosos podem aprender a nadar

A medalha que a nadadora mineira Laura Oliveira conquistou recentemente chamou atenção do mundo. Isso por ser ela a recordista mundial dos 50 m na categoria 100 – 104. A esportista tem 100 anos e começou a nadar aos 70.

Nada impede que outros nadadores da terceira idade sigam o exemplo de Laura. Mesmo que não seja para competir. Não existe idade para pular numa piscina. É o que garante o professor de natação Alexandra Gama, idealizador do método AGV (Água Gerando Vida).

Existe idade para aprender a nadar?
Não existe idade. É muito importante uma avaliação médica, que fornecerá um atestado comprovando as boas condições físicas necessárias para a prática esportiva.

Existe alguma condição que impeça o idoso de aprender?
Somente se ele perdeu sua autonomia.

Como é o treinamento para um idoso que nunca nadou?
Uma aula bem individualizada com exercícios educativos e de autonomia funcional.

Que benefícios a atividade trará para o idoso?
Melhora do condicionamento físico, proteção das articulações, aumento da capacidade respiratória, promoção de maior interação social e auto estima.
Natação acelera a perda de peso

Está com pressa em perder os quilos extras que literalmente têm sido um peso em sua vida? Nade. O esporte tem sido a alternativa não só de quem está acima do peso ou obeso, mas também de atletas de outras categorias que estão em busca de melhor rendimento em suas atividades.

Além de promover um rápido emagrecimento, a natação tem a vantagem de ser um exercício de baixo impacto para as articulações. O que é uma grande ajuda para quem está fora de forma. Como o desgaste é menor do que em outras modalidades, o praticante suporta melhor o exercício e se sente estimulado com os resultados rápidos.

No entanto, para que a queima de gordura realmente aconteça, precisa haver regularidade na prática do exercício. O elemento prazer também é fundamental. Não adianta recorrer à natação quem não aprecia esportes aquáticos. A probabilidade de o exercício ser abandonado será muito maior.

Natação sozinha também não emagrece. A atividade precisa estar aliada a uma dieta alimentar onde o consumo de calorias seja menor do que o gasto energético. Ingerir alimentos saudáveis de três em três horas é uma boa estratégia, pois quando não pulamos refeições e nos alimentamos em horários regulares, o organismo economiza mais energia.

Fonte: Marcio Atalla

qrc:///tray_popup/win/index.html#