Probióticos podem reduzir a pressão arterial, diz estudo

Já é sabido que o consumo de alimentos ricos em probióticos promove um intestino saudável. Mas uma nova pesquisa publicada dia 21 de julho na revista Hypertension sugere que comer probióticos também pode ajudar a baixar a pressão arterial. A publicação pertence à American Heart Association.

Os probióticos são microrganismos vivos que vivem naturalmente no intestino. Estes microrganismos estão presentes também em alguns alimentos, como iogurte, alguns vegetais fermentados e queijos envelhecidos. O consumo desses alimentos pode ajudar a baixar a pressão arterial, segundo os pesquisadores do Instituto de Saúde Griffith e Faculdade de Medicina da Universidade de Griffith, na Austrália.
 
Para chegar às conclusões, a equipe analisou nove estudos de alta qualidade que avaliaram o consumo de probióticos em 543 adultos que tinham a pressão arterial normal ou hipertensão.

Eles descobriram que, em média, os participantes que consumiram probióticos diariamente durante oito semanas ou mais tiveram uma redução de 3,5 mmHg na pressão arterial sistólica (pressão nas artérias quando o coração bate) e de 2,38 mmHg na pressão arterial diastólica (pressão nas artérias entre batimentos cardíacos), em comparação com aqueles que não consumiram probióticos.

Tais efeitos foram mais fortes entre os participantes com pressão arterial elevada - definida como 130/85 mmHg ou mais - e maiores benefícios foram encontrados a partir do consumo de produtos probióticos que continham várias bactérias.

No entanto, os cientistas observaram que o consumo de probióticos com menos de 109 unidades formadoras de colônia (UFC) não melhorou a pressão arterial, nem o consumo de probióticos por menos de oito semanas.

Os autores acreditam que os probióticos podem ter um efeito benéfico sobre a pressão arterial através da redução dos níveis de colesterol, redução dos níveis de açúcar no sangue e resistência à insulina, e ajudando a regular o sistema hormonal que gerencia o equilíbrio de fluidos e pressão arterial.

Embora estes resultados mostrem a promessa para o uso de probióticos na redução da pressão sanguínea, os estudiosos observam que os médicos não devem recomendá-los exclusivamente para controle da pressão arterial até que novos estudos confirmem os benefícios. Eles também ressaltam que a investigação da equipe está sujeita a limitações, uma vez que são pequenos e de curta duração.

Aproveite oito benefícios do iogurte para a saúde
Se o leite já é um alimento excelente e rico em nutrientes para a saúde, imagine então o seu derivado que agrega praticamente todos os benefícios e ainda traz outras vantagens. "No iogurte, a lactose - um tipo de açúcar - foi transformada em ácido láctico por meio da fermentação bacteriana", explica a nutricionista Gisela Peres, da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. "Isso faz com que o iogurte seja fonte de fermentos lácteos que melhoram a digestão e trazem benefícios para todo o organismo."

Fonte: Minha Vida

qrc:///tray_popup/win/index.html#