Veja como manter a dieta no trabalho, mesmo em dias agitados

Com uma rotina cada vez mais agitada, a maioria das pessoas não faz as principais refeições em casa e, muitas vezes, cai na tentação dos lanches rápidos, ricos em calorias e pouco nutritivos.

Como escapar dessa cilada? A nutricionista Gisele Caetano, especialista em atendimento nutricional em academias de São Paulo, dá algumas dicas:

:: Deixe para ocasiões especiais cheese e outras opções de fast food muito calóricas e pouco nutritivas. Os restaurantes por quilo ou self service são os melhores locais para almoçar ou jantar. Nesses estabelecimentos costuma haver variedade de alimentos, o que permite fazer escolhas saudáveis.

:: Na hora de montar o prato, comece pela salada e legumes coloridos. Sirva-se de uma porção de carboidrato (arroz, macarrão ou batata, por exemplo), uma porção de proteína (carne de gado, frango peixe ou ovo) e uma porção de grãos (feijão, lentilha ou grão de bico). Prefira sempre alimentos assados, grelhados ou cozidos. Evite ao máximo frituras e molhos gordurosos.

:: Se estiver sem tempo para se sentar e fazer uma refeição completa aposte em um lanche nutritivo. Fuja da dobradinha pastel e refrigerante. Opte por salgados assados e sucos naturais. Se a falta de tempo é previsível uma dica é levar de casa um sanduíche feito com pão integral, patê de atum ou peito de peru, cenoura ralada, alface ou rúcula e queijo branco. Dá até para carregar na bolsa uma fruta de sobremesa.

:: Programe-se para fazer uma paradinha no meio da manhã e outra no meio da tarde para fazer um lanche intermediário entre as refeições principais. São boas opções de lanches: frutas, iogurtes, barras de cereais, frutas desidratadas, queijos processados light, entre outros.

:: O lanche da tarde pode ser mais reforçado se o jantar for muito tarde da noite. Uma dica é fazer um sanduíche com: 2 fatias de pão integral, 3 fatias de mussarela de búfala, 2 colheres de sopa de ricota, 3 tomates secos, folhas de rúcula e cenoura ralada.

Fonte: Blog Vida Saudável do jornal Zero Hora

qrc:///tray_popup/win/index.html#