Vire vegetariano sem riscos à saúde

O número de vegetarianos está crescendo: 17,5 milhões de brasileiros (cerca de 9% da população) rejeitam algum tipo de proteína animal, de acordo com o Ibope. A adoção desse estilo de vida, no entanto, costuma vir acompanhada de muitas dúvidas e aprender a respondê-las é fundamental para evitar carências na dieta e problemas de saúde que podem surgir por causa disso. "A necessidade de suplementação varia de acordo com o tipo de vegetarianismo adotado", afirma o nutrólogo Roberto Navarro, membro da ABRAN (Associação Brasileira de Nutrologia).

Os ovolactovegetarianos riscam apenas as carnes (brancas e vermelhas) do cardápio, enquanto os lactovegetarianos, além das carnes, abdicam também do ovo. Há ainda os vegans ou veganos, que não comem nenhum alimento de origem animal. Faça o teste e descubra como a falta de proteína pode afetar a sua saúde.

Fonte: Minha Vida, escrita por Manuela Pagan

qrc:///tray_popup/win/index.html#